Vitorino de Almeida | A música conta boas histórias?

Vitorino de Almeida | A música conta boas histórias?
Spotify
Apple Podcasts
Google Podcasts
Whatsapp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
RSS
Ouvir no telemóvel

Descrever esta conversa como uma entrevista é claramente uma ideia errada.

Nem quero arriscar ir por aí.

Talvez pudesse dizer que é desconcertante. Mas no mais belo sentido da palavra.

O Maestro António Vitorino de Almeida é uma ‘persona’ muito especial.

Mistura uma vasta cultura geral e musical com uma ironia e humor capaz de dinamitar qualquer dogma de que a cultura tem que ser algo sério e pomposo.

Apaixonou-se pela música através de uma bateria. E acabou como exímio pianista e criador de sinfonias.

Com ele falei sobre a música enquanto instrumento de comunicação universal. Não depende da língua, dispensa palavras e nem precisa quase de referenciais culturais para a entendermos. É como se a música fizesse sempre parte de nós.

O maestro que nos contou as histórias dos músicos desde Viena e que fez concertos em igrejas de aldeias confessa-se desgostoso pela falta da cultura da nossa Lisboa.

Mas se acham que a conversa é só sobre música, desenganem-se. Há um momento de fábula em que se conta a história de uma amizade com um búfalo no Jardim Zoológico ou como Moledo é o seu sítio de sempre.

Há tantas provocações e risos nestes minutos.

Do jazz que desafia os compasso mais quadrados e binários até ao cinema que valeu a Portugal o primeiro prémio internacional para Portugal.

E tudo porque Vitorino de Almeida teve de aprender a realizar os seus próprios programas em Viena porque os realizadores eram demasiado caros.

É Portugal continua na mesma: todos a desenrascar qualquer coisa para que algo aconteça.

E depois transformamos dificuldades em saudades e seguimos.

Tópicos da conversa:

(0:00:13) – Início do episódio: Discussão sobre o papel da música como ferramenta de comunicação e o papel do maestro António Vitorino de Almeida na transformação musical e cultural de Portugal.

(0:04:50) – A experiência do maestro em Viena

(0:09:30) – Reflexão sobre a universalidade da música e a experiência do maestro na direção de programas de televisão.

(0:14:24) – Início da discussão sobre a evolução do jazz e da ópera e a sua influência no cenário musical.

(0:21:40) – Reflexão sobre como o jazz introduziu o acentuar dos tempos fracos e a grandiosidade da ópera dos séculos 17 e 18.

(0:29:10) – Discussão sobre como a música má pode atrair pessoas e transformar-se num negócio.

(0:35:10) – Início da discussão sobre a possibilidade de transmitir sentimentos entre diferentes espécies de animais.

(0:42:00) – Reflexão sobre a experiência do maestro de viver em harmonia com a natureza e a inteligência natural dos animais.

(0:49:44) – Início da discussão sobre o impacto do turismo em Lisboa e a cultura local.

(0:51:30) – Opinião do maestro sobre o uso de instrumentos tradicionais e a música de Madonna.

LER A TRANSCRIÇÃO DO EPISÓDIO

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *