Rui Neves Moreira | Como responder ao imprevisto?

Rui Neves Moreira | Como responder ao imprevisto?

A Organização Mundial de Saúde reconheceu um hospital português pelas suas boas práticas na comunicação em benefício da saúde pública.

O hospital de S. João no Porto viu reconhecidas em bom rigor 3 áreas: as urgências, os cuidados intensivos e o departamento de comunicação.

Dois serviços de medicina pura e dura, e o serviço que assegura a voz do hospital.

É neste serviço que mergulhamos nesta edição.

Para saber como se organizou um hospital-cidade com 6 mil pessoas a trabalhar para falar com a comunidade.

Os tempos são de COVID por isso muita da informação gerada foi fixada neste tema da agenda pública.

No total do ano 2020 foram geradas mais de 18 mil notícias com fonte ou base no hospital de S. João. Mas mais de 40% das notícias nada tiveram que ver com a COVID. Foram outras histórias.

Este programa não é só sobre comunicação pública. É também sobre preparação, coordenação, antecipação e liderança.

A boa ou má comunicação é normalmente sintoma da saúde de qualquer organização.

Rui Neves Moreira tem a seu cargo as relações com a imprensa.

E partilha alguns dos segredos da maneira de funcionar da equipa de comunicação.

Das regras básicas de transparência e honestidade ao treino nos porta-vozes e à sua resposta ágil e rápida.

E a sobrecarga de gerir horas com 50 chamadas perdidas e incontáveis mensagens.

Um retrato da célula de crise do Hospital de S. João no papel das notícias.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.