Nélson Olim | Como curar as feridas da guerra?

Nélson Olim | Como curar as feridas da guerra?
Apple PodcastsSpotifyGoogle PodcastsPocketCastsOvercastRSS

O olhar de um cirurgião de guerra português sobre o trabalho dos médicos em situação de catástrofe como as guerras e conflitos, mundo fora.

A guerra na Ucrânia é apenas mais uma para Nelson Olim.

Médico-cirugião português com passagens pela Cruz Vermelha Internacional e agora Organização Mundial da Saúde.

Ele, como ninguém, aprendeu que o bisturi consegue reparar alguns feridos, mas nunca todos.

Como cirurgião de guerra responde no meio do caos. Ordenado por um método escrito num livro sem palavras onde lhe cabe escolher que ferido deve ser operado primeiro.

Também que muitos dos não escolhidos vão morrer.

Por os ferimentos serem extensos.

Porque as equipas médicas não chegam.

Porque as balas, granadas, mísseis, obuses e outros engenhos foram feitos para matar.

E nem os deuses conseguem parar esta carnificina.

As Ucrânia é só mais uma história na vida das guerras dos humanos.

Nelson Olim perdeu a conta às missões.

Esteve, por exemplo, no Iémen, Sudão do Sul, Nigéria ou Afeganistão.

Nesta conversa recolho o seu olhar sobre as imagens que nos chegam da guerra na Ucrânia.

Sobre a maneira como as equipas médicas respondem. Como comunicam entre si.

Como sobrevivem e ajudam a sobreviver.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.