Luis Mateus | Vamos ser campeões do mundo de futebol?

Luis Mateus | Vamos ser campeões do mundo de futebol?
Apple PodcastsSpotifyGoogle PodcastsPocketCastsOvercastRSS

Além da música e, talvez, da matemática, o futebol é uma linguagem universal.

Hoje no programa ouvimos as falas da bola.

Da tática mais erudita à paixão cega do adepto mais efervescente.

Rola a bola… chuta Ronaldo!

O mundial de futebol começa este mês.

E Portugal jogará esse mundial, no Qatar.

Como sempre apuramo-nos com sobressalto, resmungamos contra a tática de Fernando Santos, elogiamos jogadores e preocupado-nos com Cristiano Ronaldo.

O facto é que os deuses acabaram por ajudar e por isso metade dos portugueses acreditam de fé cega que agora é que vamos ser campeões do mundo e outra metade acha que nem de matraquilhos quanto mais num mundial.

O futebol é terreno fértil de paixões. E de fortes correntes de comunicação pura.

Sejam as declarações de jogadores e treinadores, seja a maneira como cada intérprete cria a tática, fala com as bolas nos pés ou contraria as leis da física num golo que juramos impossível.

É sobre tudo isto a conversa com Luís Mateus, jornalista de desporto que acompanha o fenómeno do futebol há muitos anos.

Ele decidiu olhar para os 21 mundiais de futebol e sublinhar os momentos mágicos que os jogadores de outro mundo nos ofereceram. E também das táticas e jogos mentais que os treinadores jogam ainda antes da bola rolar na relva.

Sim, falamos do Cristiano Ronaldo, de Messi, de Mbappé ou Haaland.

E celebramos Maradona, Pelé ou Cruijff.

Porque ficamos fascinados pela maneira como estas pessoas trataram uma bola, 11 contra 11, num campo de futebol? Não sei. Mas também eu me confesso apaixonado pelo jogo. Pelas coleções de cromos. Pelos passes de 50 metros, pelo calcanhar do Madjer, pelos golos infinitos do Cristiano e pelo golo do Éder. Que chegou marcou um golo de campeão europeu e foi-se embora. Efémero e belo. Como o futebol.

O campeonato do mundo está à porta.

Fernando Santos escolherá os 26 portugueses que nos vão representar e inventar uma forma de jogar e ganhar às outras equipas.

Veremos bom futebol ou iremos de empate em empate até à vitória final?

No fundo pouco interessa a tática, a teoria, a dinâmica e outros pensamentos profundos.

A mim interessa-me a beleza do jogo. Das defesas impossíveis aos golos jamais desenhados.

Mas também acho divertidos os jogos mentais à José Mourinho e à possibilidade sempre presente de uma equipa mais fraca ganhar à mais poderosa.

É essa incerteza que a bola é mesmo redonda.

O livro “O Campeonato do Mundo”: A História e as Estórias” é um livro do jornalista Luís Mateus onde o leitor tem acesso a informação detalhada sobre cada um dos 21 Mundiais já realizados, a todos os resultados e marcadores e ao seu enquadramento histórico, e ainda à antevisão do que será o Qatar-2022, o primeiro a realizar-se no inverno. Conhecerá todos os heróis das fases finais, a evolução tática que acompanhou o jogo e as estórias imperdíveis de cada torneio.

Luís Mateus é jornalista desde 1996. Coordenador Geral e comentador d’ A Bola TV, é ainda atualmente colunista do jornal A Bola. Foi diretor do jornal MaisFutebol e comentador residente do programa televisivo com o mesmo nome na TVI24, além de editor de desporto da TVI e da TVI24. Colaborou com os jornais Expresso e Público, e com o site zerozero, e foi analista desportivo na TSF e na Eleven Sports, com comentários de jogos em direto das principais ligas e outras participações. É autor do espaço de crónicas “Era Capaz de Viver na Bombonera” e um apaixonado pelo lado mais puro do futebol e do desporto.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *