Duarte Cordeiro | Como ganhar uma maioria absoluta?

Duarte Cordeiro | Como ganhar uma maioria absoluta?
Spotify
Apple Podcasts
Whatsapp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
RSS
Ouvir no telemóvel

As máquinas eleitorais são uma das coisas que mais me fascinam. 
São na prática organizações políticas, com ideias e pessoas que querem convencer os seus concidadãos que tem uma forma melhor de resolver os problemas de todos.
A máquina pode ser quase unipessoal, com a das candidaturas às juntas de freguesia. 
Como o candidato, a mulher, os filhos e pouco mais.
Ou ser grande, nacional e envolver milhares de pessoas. Desde militantes, quadros do partido e fornecedores.
Quem teve de organizar uma dessas máquinas complexas foi Duarte Cordeiro, coordenador da campanha do PS nas últimas eleições.
Conquistar o poder é o objetivo de qualquer partido político.
Conseguir uma maioria absoluta é o pináculo desse sonho.
É que com uma maioria absoluta o partido que a conquista conseguirá aplicar sem ter de fazer grandes concessões o programa eleitoral com que se candidatou.
O sistema eleitoral português está feito para dificultar a conquista de maiorias absolutas.
A começar pela forma de distribuição proporcional de deputados eleitos por círculo. 
Ao contrário de outros sistemas onde o partido vencedor de um círculo elege um representante e os outros nada.
Nas últimas eleições o partido vencedor conquistou 41,5% e até agora 119 deputados. Faltam atribuir os 2 mandatos do círculo europeu.
O homem escolhido por António Costa para organizar a campanha eleitoral foi Duarte Cordeiro.
Ele passou os últimos anos na posição de Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares como negociador entre os partidos e o governo. Em particular a dura negociação do orçamento do estado.
Mas não só. Tinha outra missão: perguntar aos ministros se cumpriam o acordado com os partidos da oposição.
Esta conversa é também sobre negociação. Entre agendas, pessoas, objetivos e sobre sincronismo.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *