Daniel Rijo | Estamos a ficar mais violentos?

Daniel Rijo | Estamos a ficar mais violentos?
Apple PodcastsSpotifyGoogle PodcastsPocketCastsOvercastRSS

Hoje falamos de violência.

Violência na linguagem.

Violência psicológica.

Violência física.

Em particular no seu efeito nos mais jovens.

Neste programa falaremos da maneira como estamos ouvir o som, a filtrar as imagens e a construir perceções sobre o tema da violência.

Em particular a violência e a delinquência juvenil.

Pensei que esta ideia do incremento da violência juvenil era uma coisa da minha cabeça. Da minha perceção da realidade.

A final não. O relatório de segurança interna mostra um aumento da delinquência juvenil. Seja em número, seja em gravidade.

Há mais casos. E há mais gravidade nos casos.

Nomeadamente no uso de armas com capacidade de matar pessoas.

O aumento e a visibilidade dos casos de violência juvenil em miúdos dos 12 aos 16 anos disparou todos os alarmes e o governo acaba de criar uma comissão para estudar o tema.

Um dos investigadores com mais trabalho feito junto de jovens delinquentes que estão em centros eucativos e prisões é o Psicólogo Daniel Rijo, da Universidade de Coimbra.

Tentei perceber se a exposição à violência, por via da comunicação mediática, pode ter alguma influência no comportamento mais violento dos jovens.

A violência causa sempre um impacto na nossa mente.

Do caso extremo das vítimas da guerra aos casos mais próximos da violência criminal.

Seja em adultos sejam em mais jovens.

O que aprendemos dos estudos é que a violência deixa sequelas e no caso da delinquência juvenil a maioria dos autores destes crimes sofrem de algum tipo de perturbação mental.

A violência juvenil tem muitas vezes raízes em famílias disfuncionais.

Estes jovens agora violentos foram muitas vezes vítimas de várias violências.

De alguma maneira a violência é a sua forma de expressão.

Provavelmente ninguém os ouviu antes.

Daniel Rijo é Psicólogo clínico, doutorado em Psicologia Clínica e Professor na Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra (FPCEUC). Investigador do Centro de Investigação do Núcleo de Estudos e Intervenção Cognitivo Comportamental (CINEICC) da Universidade de Coimbra na área das perturbações da personalidade e do comportamento antissocial

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.