Como fazer uma apresentação cativante?

Como fazer uma apresentação cativante?
Spotify
Apple Podcasts
Google Podcasts
Whatsapp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
RSS
Ouvir no telemóvel

Uma apresentação com impacto começa com uma narrativa que envolva e que capte a atenção do público desde o início.

TEMAS DE CONVERSA NESTE EPISÓDIO

Compreendendo o público (00:03:46)
Dicas sobre como compreender o público-alvo de uma apresentação e adaptar o conteúdo para atender às suas necessidades e expectativas.

Contando uma história cativante (00:04:46)
A importância de começar uma apresentação com uma história interessante que envolva emocionalmente a audiência e crie empatia.

Tendo um objetivo claro na comunicação (00:05:04)
A importância de definir um objetivo claro para a apresentação e comunicar de forma persuasiva, informativa ou inspiradora, dependendo do objetivo desejado.

Linguagem acessível e tempo de apresentação (00:07:27)
Dicas sobre como utilizar uma linguagem simples e evitar termos técnicos em apresentações, além de gerir o tempo de forma adequada.

Enfatizar benefícios e quebra de expectativas (00:08:45)
A importância de enfatizar os benefícios do que está a ser apresentado e utilizar a quebra de expectativas para surpreender a audiência positivamente.

Chamada à ação (00:09:53)
A importância de encerrar a apresentação com uma instrução clara sobre o que a audiência deve fazer a seguir, como visitar um site, comprar um produto ou refletir sobre um tópico.

Estruture o seu conteúdo de forma clara, dividindo-o em partes distintas com uma introdução cativante, desenvolvimento coerente e uma conclusão memorável.

Utilize recursos visuais, como diapositivos ou gráficos, para ilustrar pontos-chave e tornar a apresentação mais visualmente atrativa.

Alguns de nós somos mais auditivos, outros mais visuais.

Mas todos, sem exceção, gostamos de variedade.

Depois há a linguagem.

Mantenha uma linguagem acessível e evite jargões excessivos, garantindo que a sua mensagem seja compreendida por todos.

Se falam com linguagem técnica ou encriptada está a criar uma barreira à comunicação. Está a excluir os outros da conversa.

Finalmente há o treino.

E treine. Treinar. Treinar. Treinar.

Pratique a sua dicção e os seus gestos, para transmitir confiança, e esteja preparado para responder perguntas.

Finalmente, encerre com uma chamada à ação, incentivando a participação e a adesão do público.

Vamos por partes:

A pergunta é: COMO FAZER UMA APRESENTAÇÃO CATIVANTE?

Compreensão do Público

Entender o seu público significa conhecer quem está na audiência, quais são as suas necessidades e expectativas. Isso ajuda a personalizar a sua apresentação para ser mais relevante.

Compreender o público é saber que problemas tem ou o que desejam. No fundo, falar para um público é responder às necessidades daquele público.

E todos os públicos têm necessidades diferentes.

Antes de lhes falar tente compreendê-los.

Se não conhece o seu público, pergunte a quem conhece.

Conte Uma História Cativante

Começar com uma história interessante envolve emocionalmente a audiência, criando um vínculo e tornando a sua apresentação mais memorável.

Uma história real. Com pessoas reais. Em sítios reais.

Pessoas com dores, problemas e desejos.

E isso gerará empatia no público.

Exemplo: Se está apresentar sobre inovação, pode sempre contar a história de uma startup de garagem que se tornou um gigante da tecnologia, como a Apple.

Já agora: quanto mais próxima for a história da sua audiência, melhor ela funciona.

Se ela for portuguesa, já ganhou uns pontos extra.

E se for uma história pessoal: UAU, é um bingo!

Tenha Um Objetivo Claro

Ter um objetivo claro significa que deve saber exatamente o que deseja alcançar com a sua apresentação,

Só conheço três tipos de objetivo: persuadir, informar ou inspirar.

No fundo, comunicar para que alguém seja convencido, se sinta informado ou inspirado pelas suas palavras.

Exemplo: Se o objetivo da sua apresentação é persuadir investidores a financiar o seu projeto, deixe isso claro desde o início.

Vale para negociar o empréstimo da casa, renegociar os juros ou convencer o patrão a aumentar-lhe o salário.

Diga ao que vem. E isso permite uma conversa honesta e direta.

Estrutura Lógica

Organizar a sua apresentação de forma lógica ajuda a manter a clareza e a compreensão para a audiência, seguindo uma sequência natural.

Pelo menos nas sua primeiras apresentações, use este método. Consegue sentir-se mais seguro e garantir um fio lógico para a conversa.

O exemplo típico de uma estrutura de apresentação é o clássico: introdução, desenvolvimento (com tópicos principais) e conclusão,

Mas há outras estruturas lógicas que funcionam também bem.

Incluindo a que usam os jornalistas: primeiro a conclusão ou facto mais relevante e só depois o contexto. Podem escolher. E eu deixo um conselho: experimentem coisas diferentes e vejam o que funciona melhor convosco.

Apresentem com recursos Visualmente Atraentes

Recursos visuais, como gráficos e imagens, ajudam a ilustrar os seus pontos de forma mais impactante e mantêm a atenção da audiência. Os seus ouvintes mais visuais vão adorar.

O exemplo mais básico e direto são os gráficos. Se está a apresentar dados de crescimento de vendas, mostre um gráfico de barras que destaque o aumento nas vendas ao longo do tempo.

Mas imagens ou fotografias intrigantes, ou belas funcionam sempre bem.

Convém que elas tenham sentido na lógica da sua comunicação.

Um dos tópicos mais importantes é o da linguagem:

Regra: simples, simples, simples

Linguagem Acessível

Use uma linguagem simples e evite jargões técnicos para que todos na audiência possam entender a sua mensagem.

Se é médico e está a falar sobre medicina, evite termos complexos e explique conceitos de maneira simples para pacientes leigos. Isto partindo do princípio de que não está a falar para os seus pares. Se for uma conversa aberta, há que evitar palavras ou conceitos que nos impeçam de compreender o que diz.

Ou, se for inevitável falar de algo complexo, tem que explicar o que quer dizer.

As analogias e simplificações são sempre boas portas de entrada para que nos entendam.

Além da linguagem, há o tempo.

Nem demasiado curto, nem demasiado longo.

Gerir Tempo

Respeitar o tempo designado para a sua apresentação mostra consideração pela audiência e evita a exaustão. Quem nunca levou com um palestrante daqueles que adoram ouvir-se e falam 3 dias 3 noites sem parar.

Eu fico desesperado..

O contrário também não funciona.

Imagine ter 20 minutos para falar e decidir resumir tudo em 2 minutos.

Uma catástrofe. Em tempos muito curtos não temos o chamado tempo de instalação. E verdadeiramente estarmos a ouvir e a entender.

Mesmo resumos ou declarações fortes podem não ter um bom efeito se forem ditas de forma rápida e demasiado sucinta.

Já agora, tempo, também quer dizer ritmo.

Um bom ritmo é meio caminho andado para boa comunicação.

Enfatize Benefícios

Em vez de apenas listar características, destaque como o seu produto ou ideia beneficia a vida, ou trabalho da audiência. No fundo: para que raio serve o que está a dizer.

Se tiver dúvidas, pergunte a si mesmo: Isto resolve um problema da audiência?

Se a resposta for negativa, mude de ramo.

Quebre de Expectativas:

Isso! Surpreender a audiência mantém positivamente o interesse e a atenção.

Imagine que fala de um dos temas da moda: a sustentabilidade ambiental.

Se mostrar o exemplo uma empresa que poluía muito antes, mostrando como se conseguiu tornar mais limpa, pode garantir esse efeito,

No fundo, explorando uma aparente contradição e alimentando o ceticismo inicial do seu público. Funciona quase sempre bem.

Chamada à Ação

Termine a sua apresentação com uma instrução clara sobre o que a audiência deve fazer a seguir, seja visitar um site, comprar um produto ou refletir sobre um tópico.

Aproveitando o exemplo do ambiente:

Se está apresentar uma campanha de consciencialização sobre reciclagem, feche com um apelo: “A partir de hoje, comece a reciclar na sua casa e influencie os seus amigos a fazerem o mesmo.”

Espero que estas dicas tenham sido úteis e que as possa usar nas suas comunicações futuras.

LER A TRANSCRIÇÃO DO EPISÓDIO

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *