Augusto Fraga | Como se vê Rabo de Peixe?

Augusto Fraga | Como se vê Rabo de Peixe?
Spotify
Apple Podcasts
Google Podcasts
Whatsapp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
RSS
Ouvir no telemóvel

Vivam, bem vindos a Rabo de Peixe, ilha de S. Miguel, Açores, Portugal.Este episódio é passado em Rabo de Peixe, vila piscatória açoriana, onde em 2001 deu à costa uma tonelada e meia de cocaína, nascida de um veleiro castigado pelo mar.

Rabo de Peixe enche o olho.

A série e a vila piscatória.

Entre a luz e as reviravoltas da narrativa, no caso da série.

Entre o mar e a terra, entre a dificuldade que é viver neste sitio e a esperança de fugir para emigrar para a América.

A história e os atores enchem a alma.

Rabo de Peixe é uma série sobre a possibilidade.

Sobre a oportunidade de mudar a sorte da vida.

E essa sorte ou azar vem em forma de fardos de cocaína que dão à costa neste local da ilha de S.Miguel.

E de como esse facto modifica radicalmente a vida na localidade.

Das histórias pitorescas de venda de cocaína em copos, ou como farinha para fritar filetes de peixe, às vidas desgraçadas, vidas despedaçadas pela toxicodependência.

Quero deixar um aviso: falei com Augusto Fraga sobre a história de Rabo de Peixe. E há alguma que outra revelação do enredo.

Se já viram a série, podem continuar a ouvir tranquilamente.

Quando aos outros, é hora de decidir.

Até porque veremos de perto o personagem interpretado pelo ator Albano Jerónimo.

Mas esta conversa vai mais fundo. Para podermos falar de desigualdade. De ricos e pobres. De dificuldades e oportunidades.

Afinal ter nascido em sítios como Rabo de Peixe, ou outros semelhantes, pode marcar o futuro para sempre. Ou pelo menos obrigar a um esforço muito maior para atingir uma vida boa.

LER A TRANSCRIÇÃO DO EPISÓDIO

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *